segunda-feira, janeiro 31, 2011

Ainda detesto fazer compras

Quem me conhece sabe que tenho pavor a fazer compras do mês, pra quem não me conhece é só ler aqui. Fico mau humorado só de pensar em tal situação. Não bastassem os problemas com estacionamento, filas nos caixas e crianças chorando ainda tenho que conviver com criaturas primitivas. Pra ilustrar o que eu digo segue o infeliz diálogo que presenciamos agora nas compras de janeiro.

Ela - Amor é pra levar o óleo de soja?

Ele - Só se for pra passar no teu cú!

Quando a mulher viu que estávamos escutando baixou a cabeça envergonhada e foi para outra direção empurrando suas compras e levando seus filhos.

Gostou do texto? Cadastre-se ali no topo à esquerda e receba posts no seu email. É grátis!

10 comentários:

  1. Ai fala sério! Ninguém merece, né... :(

    ResponderExcluir
  2. Ouxi, que coisa! Decerto ele confundiu com vaselina hehehe

    Ao contrário de vc, eu acho legal ir no supermercado, mas só quando tem dindim pra comprar tudo que se quer, caso contrário, e ainda ter que ouvir certas ´conversas` afinadíssimas como essa que vc ouviu, prefiro nao ir.

    ResponderExcluir
  3. Gzuis!
    Tbem nao curto. Alias detesto. But...

    ResponderExcluir
  4. Que homem mais grosseiro! Não teve respeito com a mulher e nem deu bom exemplo para os filhos. Fiquei com pena da mulher e vontade de dar um abraço nela.

    ResponderExcluir
  5. Raíssa também acho que ninguém merece.
    Um abraço moça.

    ResponderExcluir
  6. Cris pra mim nem com dinheiro no bolso o programa fica agradável.
    Um abraço moça.

    ResponderExcluir
  7. but... alguém tem que ir lá e fazer o trabalho sujo.
    Um abraço moça.

    ResponderExcluir
  8. Lembre-se Lu, ninguém casa errado.
    Um abraço moça.

    ResponderExcluir
  9. Casa errado sim seu moço, sempre, ahhhhh.

    O cara devia levar um murro ali mesmo e dado por Homens...bem no meio do olho e um chuto no cu dele pra ele ficar implorando passar o óleo de soja lá, ah...

    beijinho da laura

    ResponderExcluir
  10. Pelo visto a Laura acredita menos no casamento do que eu mesmo!
    Beijo Laura e quem sabe um dia renasce um cavalheiro capaz de fazer isso. Se bem que até vejo a cena. O cavalheiro dá um soco no olho e depois chuta o cu do mau educado. Em seguida ele apanha da mulher por que agrediu o amado maridinho dela.

    ResponderExcluir

Se você se deu ao trabalho de escrever então nós iremos responder.