sábado, janeiro 15, 2011

Muitas construções antigas de Porto Alegre

O ano novo já está aí e continuo contando aqui sobre a minha viagem para Porto Alegre em novembro de 2010. Agora trato sobre as muitas edificações antigas que encontrei na capital gaúcha.

Gosto muito de observar as construções históricas. Afinal, elas também contam a sua história, principalmente da época em que foram erguidas. Além do encanto de ver inúmeras arquiteturas antigas, notei que elas não ficam numa área específica. Explico melhor: Porto Alegre possui edificações históricas em todos os seus cantos. No centro e nos bairros. Das grandes cidades que conheço, as construções antigas estão numa área específica, geralmente denominada de “centro histórico”.

Muitas edificações antigas do centro de Porto Alegre precisam de reforma e pintura com cores mais alegres e vivas. A maioria é na cor branca, cinza ou sem cor. Já nos bairros da cidade a situação é melhor. Estão conservadas e me surpreendi em ver que a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) está restaurando os seus prédios antigos como os da Faculdade de Medicina, da de Direito e da de Engenharia.


Fiquei com a boa impressão de que Porto Alegre valoriza as suas edificações. Em vez de demolir, restaura. Meus aplausos para a capital gaúcha. Restaurar e cuidar da arquitetura antiga são formas de contar a história da cidade sem apagar a imagem.

Além dos prédios da UFRGS, eu me encantei com a sede do Departamento Municipal de Águas e Esgoto (DMAE). Possui traços semelhantes com o Palácio de Versalhes, da França. Comentei com a minha amiga Léo que gostaria de ser figurante de um filme tendo como ambiente os tempos antigos. Usar uma roupa diferente e se comportar de acordo com a época retratada devem ser uma boa aula de história.

O Mercado Público da cidade é fascinante. Está instalado num prédio histórico que chegou a ser cogitado para a demolição e dar lugar a uma avenida. O povo gaúcho disse “não”, lutou e conseguiu deixar o Mercado Público onde está até hoje. Pude sentir o bom cheiro dos peixes e fiquei com água na boca. Havia muitos produtos alimentícios caseiros. Também artesanato, lojas de roupas (até tinha um grande brechó), peças antigas como máquinas fotográficas, fotografias, jogos de louças e jóias.

Comecei dizendo no primeiro parágrafo deste texto que o ano novo já chegou. Quero compartilhar a lição que tive em Porto Alegre. É bom lembrar a nossa história de vida, mesmo os momentos tristes e difíceis. Em vez de demolir a parte triste ou difícil de sua história, tente aprender com os erros e as dificuldades. Creio que sempre há uma lição a ser aprendida. Quando se consegue aprender e entender, pode haver uma restauração no seu ser. Conserve o que tem de melhor em você. Então, desejo a cada leitor deste blogue uma boa construção de sua história de vida.

Lu Vieira

Gostou do texto? Cadastre-se ali no topo à esquerda e receba posts no seu email. É grátis!

10 comentários:

  1. Lu; está aí um programa que eu adoro. Passear e admirar as construções das cidades. A beleza desses prédios tem que ser mantida. Não fazem bem só à história, fazem bem a alma também.

    ResponderExcluir
  2. Também adoro observar, admirar construções históricas, Lu! Conte mais sobre sua visita a Porto Alegre. Estou adorando! E também, em julho deste ano é minha vez de conhecer a capital gaúcha! :)
    beijinhos!

    ResponderExcluir
  3. Tb gosto de observar a arquitetura das construcoes, fico imaginando quantas pessoas ali trabalharam, os dias que demoraram para estar em pé...

    Mas mais que isso, adorei sua mensagem de reconstrucao, obrigada! Deixa me reunificar então, e com minhas asas voar meus sonhos.

    ResponderExcluir
  4. Um dia vou morar em Porto Alegre...
    ;)

    ResponderExcluir
  5. Alves, dá para perceber que você gosta muito desse tipo de passeio. Noto isso nos seus escritos aqui. De fato, admirar as construções antigas faz bem para a nossa alma. Um abraço, moço.

    ResponderExcluir
  6. Flávia, vou contar mais. Quando você for para Porto Alegre, conte também sobre a sua viagem no seu blogue. Tenho certeza de que você vai ter outras impressões que não captei. Estou imaginando encontrar você em Porto Alegre e ter o prazer de tomar café juntas. Vai estar frio em julho e leve roupas quentes. Se houver espaço na sua agenda, passe também em Santa Catarina. Avise a gente! Um abração!

    ResponderExcluir
  7. C., fiquei feliz em saber que você gostou da minha mensagem. Tenha uma boa história de vida! Bons sonhos! Bons voos! Um abraço!

    ResponderExcluir
  8. Raíssa, eu também! Quem sabe seremos vizinhas. Um abraço!

    ResponderExcluir
  9. É realmente os prédios antigos restaurados de Porto Alegre tem o seu visual e interior bem conservados. Porém existem muitos prédios antigos principalmente na UFRGS que precisam urgentemente de restauro para que os estudantes e funcionários e os visitantes possam admirar e visualizar a memória da instituição que tantos profissionais gabaritados incluiu nas empresas gauchas, nacionais e internacionais. Restaurar é preciso, para relembrar os tempos maravilhosos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Anônimo, gostei da sua frase: "Restaurar é preciso, para relembrar os tempos maravilhosos". Obrigada por contar aqui como anda a situação dos prédios antigos como os da UFRGS e fico na torcida para que a restauração aconteça o mais breve possível a fim de que as suas histórias não sejam apagadas. Gostaria muito que outras cidades fizessem o mesmo: restaurar as edificações antigas em vez de destruí-las.

      Excluir

Se você se deu ao trabalho de escrever então nós iremos responder.