quinta-feira, julho 03, 2008

7 coisas que aprendi sobre relacionamento

Bem na verdade não são sete coisas que eu aprendi. Umas eu aprendi, outras estou estudando e há aquelas que estou descobrindo agora, entretanto gosto do modo como esse texto trata os relacionamentos de uma maneira que eu considero madura e principakmente saudável. Encontrei isso no blog Se eu sei? Claro que não! da Garota Enxaqueca. Gostei muito do que li e pedi pra ela liberar a reprodução por aqui. Dessa forma muito obrigado enxaqueca. Espero que o texto seja útil à vocês.



1) Sempre acho que namoro, casamento, romance tem começo, meio e fim. Como tudo na vida. Detesto quando escuto aquela conversa: 'Ah, terminei o namoro...' 'Nossa, quanto tempo?' 'Cinco anos...Mas não deu certo...acabou' 'É não deu...' Claro que deu! Deu certo durante cinco anos, só que acabou. E o bom da vida, é que você pode ter vários amores.

2) Hoje , no alto dos meus 33 anos e tiozão, não acredito muito que os 'opostos se atraem'. Porque sempre uma parte vai ceder muito e se adaptar demais. E sempre esta é a parte mais insatisfeita. Acredito mais em quem tem interesses em comum. Se você adora dançar forró, melhor namorar quem também gosta, se você gosta de cultura italiana, melhor alguém que também goste. Freqüentar lugares que você gosta ajuda a encontrar pessoas com interesses parecidos com os teus. A extrovertida e o caretão anti social é complicado e depois, entra naquela questão de um querer mudar o outro, ui... Pessoas mudam quando querem. E porque querem. E pronto. E demora!

3) Cama é essencial! Aliás pele é fundamental. E tem gente que é mais sexual, outras que são mais tranqüilas. O garanhão insaciável e donzela sensível, acho meio estranho. Isto causa muitas frustrações e dá-lhe livros de auto ajuda sobre sexo. Assim como outras coisas, cada um tem um perfil sexual. Cheiro, fantasias, beijo, manias, quanto mais sintonia, melhor.

4) Não acredito em pessoas que se complementam. Acredito em pessoas que se somam. Às vezes você não consegue nem dar cem por cento de você para você mesmo, como cobrar cem por cento do outro? E não temos esta coisa completa. As vezes ele é fiel, mas não é bom de cama. As vezes ele é carinhoso, mas não é fiel. As vezes ele é atencioso, mas não é trabalhador. As vezes ele é malhado, mas não é sensível. Tudo nós não temos. Perceba qual o aspecto que é mais importante e invista nele.

5) Pele é um bicho traiçoeiro. Quando você tem pele com alguém, pode ser o papai com mamãe mais básico que é uma delícia. E as vezes você tem aquele sexo acrobata, mas que não te impressiona... Acho que o beijo é importante...e se o beijo bate...se joga...se não bate...mais um Martini, por favor...e vá dar uma volta.

6) Se ele ou ela não te quer mais, não force a barra. O outro tem o direito de não te querer. Não lute, não ligue, não dê pití. Se a pessoa tá com dúvida, problema dela, cabe a você esperar ou não. Existe gente que precisa da ausência para querer a presença. O ser humano não é absoluto. Ele titubeia, tem dúvidas e medos. Mas se a pessoa REALMENTE gostar, ela volta. Nada de drama. Que graça tem alguém do seu lado sob chantagem, gravidez, dinheiro, pressão de família? O legal é alguém que está com você e por você. E vice versa. Não fique com alguém por dó também. Ou por medo da solidão. Nascemos sós. Morremos sós. Nosso pensamento é nosso, não é compartilhado. E quando você acorda, a primeira impressão é sempre sua, seu olhar, seu pensamento. Tem gente que pula de um romance para o outro. Que medo é este de se ver só, na sua própria companhia?

7) Gostar dói. Você muitas vezes vai ter raiva, ciúmes, ódio, frustração. Faz parte. Você namora um outro ser, um outro mundo e um outro universo. E nem sempre as coisas saem como você quer... A pior coisa é gente que tem medo de se envolver. Se alguém vier com este papo, corra, afinal, você não é terapeuta. Se não quer se envolver, namore uma planta. É mais previsível. Na vida e no amor, não temos garantias. E nem todo sexo bom é para namorar. Nem toda pessoa que te convida para sair é para casar. Nem todo beijo é para romancear. Nem todo sexo bom é para descartar. Ou se apaixonar. Ou se culpar. Enfim... quem disse que ser adulto é fácil?

11 comentários:

  1. Adorei! A Garota Enxaqueca é sábia...adorei o texto.
    Porque será que a gente complica tanto nessa coisa das relações?
    Como diz o queridissímo escritor Miguel Esteves Cardoso, "O amor é fodido"!
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Clara tambéma dorei esse texto. E creio que a gente complica muito as relações porque não somos ensinados a nos relacionar como adultos. Os pais educam crianças como se o amor fosse um conto de fadas e na minha opinião isso não nos ajuda muito.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Gostei do nº 5, tá bom demais! Aliás estão todos os nºs geneais, mas agora te digo, amar é bom, ser amado ainda mais mas, se te amares em primeiro lugar é melhor, porque assim não sais magoado de nenhuma relação.

    ResponderExcluir
  4. Nossa, passando por problemas com meu namorado ler essas coisas faz pensar bastante. Apesar de estar gostando muito dele, os motivos que me levaram a namorá-lo não são os melhores. E essa história de ser complementar dá muita dor de cabeça quando os problemas surgem.

    ResponderExcluir
  5. Rosemary será que o amor próprio é a base para uma relação saudável?
    Um abraço moça.

    ResponderExcluir
  6. Grivicich deixe os motivos de lado. O porquê do ínicio do relacionamento só foi importante no início. Agora que o barco está andando é melhor se preocupar com outras coisas como, está sendo bom pra você?
    Beijos moça.

    ResponderExcluir
  7. Eu penso que sim, se não gostarmos de nós quem gostará? Acho que se gostarmos de nós próprios isso é uma boa base para atingir um bom relacionamento e se este acabar, por qualquer motivo que seja, é mais fácil de recuperar porque temos auto-estima!

    beijo

    ResponderExcluir
  8. Gostei da sua opinião Rosemary.
    Um abraço e até a próxima.

    ResponderExcluir
  9. Esse texto eh do Arnaldo Jabor.

    ResponderExcluir
  10. Monny depois irei verificar, pois o que tem de texto atribuído ao Jabor e que ele nem conhece!
    Obrigado pela visita e volte outras vezes.
    Um abraço moça.

    ResponderExcluir
  11. Mutio bom o post!! Quem escreveu a frase: " Se casaram e viveram feliz para sempre". Acredito que se casou. Felicidade no casamento depende muito de dia a dia!
    Conheça meu blog!
    marcileneleao.blogspot.com

    ResponderExcluir

Se você se deu ao trabalho de escrever então nós iremos responder.