domingo, maio 29, 2011

Piquenique no Parque Ecológico Córrego Grande

Sim a vida é bela. Pelo menos às vezes. E hoje foi uma dessas vezes. Um glorioso dia de sol,  céu azul e tempo quente, especialmente para um dia de outono que é sempre uma estação que nos guia para o caminho da melancolia a fim de prepararnos para a tristeza que acompanha o inverno. Os 24ºC casaram perfeitamente com as nossas intenções de realizar um piquenique no Parque Ecológico do Córrego Grande. Chegamos as 10:30 e nesse momento o minusculo estacionamento já estava pra lá de lotado então tivemos que deixar o carro numa das vias laterais e ir andando até lá. Dentro da Ilha de Florianópolis o Parque é uma ilha de natureza no meio da selva de pedra. Aves, macacos, coelhos, tartarugas e plantas, muitas plantas. Um lugar para limpar os pulmões e descansar os olhos. Nos domingos tai-chi-chuan para as pessoas. As crianças podem se divertir correndo pelo lugar ou brincando no parquinho. 

As trilhas limpas e organizadas, os lagos e os animais proporcionam um agradável passeio capaz de fazer esquecer que estamos numa grande cidade. E em meio a esquecimento que bom é poder estender a toalha sobre a grama, num canto protegido sol e ali fazer uma refeição entre amigos.

Entre as tantas atrações do parque uma que me encantou, e as crianças também, foi esse xilofone em forma de espinha de peixe. Para cada espinha um pequeno sino que as crianças podiam badalar a vonttade. Não preciso explicar que esse foi um dia feliz e que essa é uma experiência que pretendo repetir. Afinal está na hora de viver um pouco mais fora de casa. A cada dia que passa as pessoas de nossa sociedade se trancam mais e mais. E queiramos ou não a vida está lá fora.

 
Gostou do texto? Cadastre-se ali no topo à esquerda e receba posts no seu email. É grátis!

2 comentários:

  1. Deve ser lindo, se tratando de SC.
    E você disse certo, as pessoas se trancam mais e mais, sendo que faz tao bem esse contato com a natureza. Mas sabe que vim aprender aqui a fazer isso? Eles adoram sentar em parques tomar sol, tipo Festival de Woodstock, lembra? É bem legal!

    ResponderExcluir
  2. Cris vou te falar que esse tipo de coisa eu também estou importando. Comecei a tomar noção da importância dos dias de sol ao acompanhar o blogue de uma moça que mora em Paris. Depois de ver como eles valorizam os dias de sol eu passei a querer sair mais de casa. Acho que é aquela coisa do casa de ferreiro espeto de pau. Pra daqui a 15 dias quero ir em outro parque.
    Quem sabe a minha filha não adiquiri o hábito agora enquanto é jovem? Um abraço moça.

    ResponderExcluir

Se você se deu ao trabalho de escrever então nós iremos responder.