quarta-feira, maio 13, 2009

Sonetos de otimismo e outros sonetos. Parte II

Atendendo o pedido da Carla Martins eis as informações.






Ai na foto eu e o Hélio após ele ter autografado o meu exemplar. Fui o primeiro a comprar no dia do lançamento. Agora vou ler as poesias e possivemente postarei algumas por aqui pra vocês conhecerem o trabalho do autor.

A segunda feira catarinense do livro não me pareceu tão grande quanto eu esperava, mesmo assim se você estiver a fim pode ser que encontre alguma coisa por um preço menos cruel que nas livrarias. Em alguns representantes tinha uma ou outra coisa com desconto. Achei dois livros de poesia do Bukowiski numa banca de dava 20% de desconto. Regateei, chorei, ameaçei e por último declarei que a vendedora não tinha coração, pois ela negou-se a aumentar o desconto nos livros que comprei. Mesmo assim voltei pra casa feliz com as minhas aquisições.


Gostou do texto? Cadastre-se ali no topo esquerda e receba mais posts no seu email. É grátis!

14 comentários:

  1. Não vale a pena regatear, elas são irredutiveis, se fosse na Turkia ou outro país do oriente, vc pagava metade..sabendo regatear, fazendo que se vai embora, eles correm atrás de vc dando quase de graça, sei porque regateei por um elefante de pedra, queria 20 dólares e acabou por ficar por 10...e de jade, adoro jade...beijinhos moço, está sempre lindo nas fotos e gosto de ver vc para matar saudades...laura..

    ResponderExcluir
  2. Laura a vida ta dura, eu gosto de regatear e a moça apesar de não ter coração tinha um sorriso tão lindo. Um abraço Laurinha e obrigado pela visita.

    ResponderExcluir
  3. Que legal vc prestigiando o cara, ele deve ter ficado feliz.
    Vou dar uma opinião mais concreta do livro depois que vc publicar aqui alguma coisa. À princípio nao gosto de sonetos muito menos sonetos de otimismo, parece coisa de auto ajuda.

    Beijoquinhas

    ResponderExcluir
  4. Aeee!!!! Adorei o balanço da feira! :)

    E eu também sou assim, sempre negociando um precinho camarada!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Que legal a foto...Obrigada pelo recadinho no meu blog tenha um [otimo final de semana, beijos!

    Aline

    ResponderExcluir
  6. Oba! Vou aguardar sua publicação de alguns sonetos, Luciano. Foto muito legal!
    Beijo :)

    ResponderExcluir
  7. C tu não vais muito com sonetos de otimismo, eu não sou muito fã de sonetos nem de poesia em geral e muito menos de "auto-ajuda". Apesar de ter comprado dois Bukowskis nessa feira. Vou publicar alguma coisa aqui e depois vocês opinam.
    Um abraço moça.

    ResponderExcluir
  8. Carla como dizem os gaúchos:
    Não tá morto quem peleja.
    O pessoal sempre tem uma margem pra dar desconto, às vezes o que é preciso é insistirmos um pouco mais.
    Um abraço moça.

    ResponderExcluir
  9. Aline não tem de que. Um abraço moça.

    ResponderExcluir
  10. Obrigado Jonice. Já falei com o autor e ele me autorizou a ir publicando alguns poemas. Em breve eles apareceram por aqui.
    Um abraço moça.

    ResponderExcluir
  11. Adorei! Ansiosa para conhecer as poesias. Agora a moça não podia fazer o desconto. Determinação da loja. Mas está explicado o prolongamento da prosa: o sorriso dela rsrs.


    Beijos e ótimo fim de semana!

    ResponderExcluir
  12. SAM agora só depende da minha coragem pra digitar os poemas. Realmente a loja tinha determinado e qualquer outro desconto sairia da comissão dela.
    Moça um abraço e ótimo final de semana pra você.

    ResponderExcluir
  13. Ah, poste algumas poesias sim. :)
    Eu nunca consigo ir em feiras de livros, bienal, essas coisas. Ou porque não tenho tempo, ou porque não tenho dinheiro. É muito triste ir para um lugar que você sabe que vai querer comprar mil coisas e não pode. :~

    ResponderExcluir
  14. Stella em breve as poesias estarão aí. Mas quanto a ir em lugares que você não tem dinheiro pra bancar eu normalmente resisto bem a esse tipo de coisa, mas feiras de livro são uma perdição. Não digo que enfio o pé na jaca, mas meti um fiado via cartão de crédito que eu sei que não seria capaz de fazer com outra coisa que não fosse livro. É bem complicado ir nessas feiras, achamos tantas coisas que queremos comprar e não temos tempo nem dinheiro pra tudo. O jeito é praticar o auto-controle. Um abraço moça.

    ResponderExcluir

Se você se deu ao trabalho de escrever então nós iremos responder.