domingo, abril 19, 2009

Dia do índio

Dia do índio




É isso aí companheiro o negócio é comprar uma tanguinha e ir morar no mato. Pelo menos assim você consegue terra sem ter que pagar, ganha vaga garantida na faculdade federal, cesta básica, médico, não é obrigado a votar, servir o exército ou pagar impostos.

De fato trouxas somos nós que á aceitamos tudo o que o governo nos suga para alimentar um tipo especial de cidadão, o índio.

Quando seus anseios não são satisfeitos invadem terras e prédios, agridem, matam e sequestram pessoas, interrompem estradas e cobram pedágios em flagrantes casos de extorsão. Só o que falta para transformá-los em facção criminosa é aderirem ao tráfico de drogas, ou seja falta pouco, falta muito pouco.

Neste momento aproximadamente 13% do território nacional pertence a eles, que são apenas 0,2% do total de brasileiros. Aí pode aparecer alguém e dizer "até 1500 ele eram donos de 100%". E daí? Os tempos mudaram e águas passadas não movem moinhos.

Então que lógica é essa? Esta lá no artigo 5º da constituição federal "todos são iguais perante a lei" então por que uns são mais iguais que os outros? Na hora das vantagens eles batem no peito dizendo que também são cidadãos e que o estado lhes deve assistência, mas na hora de contribuir para esse mesmo estado eles gritam que são indios. Usufruir das cidades? Sim. Pagar impostos para manter a cidade? Nem pensar.

E do jeito que as coisas vão o melhor que nós podemos fazer é correr pro mato, tirar a roupa, fundar uma tribo e criar uma ong. Antes que sejamos expulsos daqui.



Estatísticas tiradas daqui



Gostou do texto? Cadastre-se ali no topo esquerda e receba mais posts no seu email. É grátis!

31 comentários:

  1. e ainda pode puxar facão pra quem quiser... pq indio não é cidadão.

    é indio

    ResponderExcluir
  2. Oi, obrigada pela visita. Tenha uma ótima semana!
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Eu concordo em parte com o seu texto.
    Acho completamente sem sentido qualquer tipo de vandalismo e depredação do patrimônio público. Muitas vezes me irritei com a situação em que alguns índios nos deixam e deixam as organizações que protegem seus direitos. Direitos diferentes porque merecem. Você não pode entrar na casa de alguém, pegar todos os móveis, sentar no meio da sala e dizer "dane-se". Não está certo. Grande parte desses direitos se deve aos abusos que eles sofreram durante anos. Eu sei, a gente não tem culpa disso. Não fui eu nem você que abusou dos índios, mas alguém o fez e só depois foram sentir culpa, ou seja, sobrou pra gente. Dia do Índio talvez seja só uma maneira de dizer que eles ainda existem... e você sabe que existem. Nem todas as tribos são exploradoras... algumas são auto-sustentáveis e só querem viver em paz e manter suas tradições. Seria justo que essas pessoas pagassem pelos erros das que não nos respeitam? Se achamos injusto que paguemos pelos erros dos outros, temos que simplesmente nos colocar na situação destes poucos índios que, realmente, não fizeram nada de mal pra gente.

    :/

    ResponderExcluir
  4. http://monisan.mybrute.com

    Um jogo online engraçado para relaxar um pouco!!!Cria o teu guerreiro, dá-lhe 1 nome e realiza os combates!
    Qdo deres um nome ao teu guerreiro regista-te e ficas com um link k podes enviar aos amigos para eles tb se juntarem ao jogo!!!!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Vai ser muito legal encontrar você em Curitiba, Luciano.

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  6. Ser um clandestino num mundo feito de regras, a anarquia nao se compara a cultura, todo mundo tem direito de expressar sua liberdade, desde que nao va ao encontro de prejudicar o outro!
    Beijo doce

    ResponderExcluir
  7. Bem, aqui também há desses indios. Mas estes sem tanga e sem osso no nariz. São aqueles que só querem os seus direitos. Os deveres fica para a próxima.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  8. Olá moço. É isso ai, vista tanguinha, deixe pra lá a renda da casa, os sapatos que temd e comprar, as roupas modernas, o trabalho que é entendiante, e se vá morar no mato, tem médico de graça, saúde,d entista, regalias, pra que se mata trabalhando, adiram todos e tomem conta da mata a ver se vos deixam, ahhh, pois é, está mal da forma que está, ams não podem mandar Indios sem instruçaõ para a cidade morar onde nem querem nem é saudável..ora ai está...mas, calma moço, cada coisa a seu tempo..Um abraço d alaura..

    ResponderExcluir
  9. prefiro nem comentar.
    bjs meus

    ResponderExcluir
  10. Nem tanto lá e nem tanto cá... Ha muito que se analisar...


    Ta combinado, aheeeee! Vai ser muito bom! No sam tem meu email. Me avise!!! Beijo

    ResponderExcluir
  11. Os pontos finais às vezes abrem parágrafos novos. Outras vezes encerram mesmo um livro. Está tudo bem sim. Apenas desenterrei alguns textos que tinha escrito há um tempo, nos idos dos meus 15 anos, e resolvi postá-los. Vou começar a por as datas para que os leitores desavisados não pensem que estou em crise ;o)
    Bj

    ResponderExcluir
  12. Indios..... não seríamos todos nós ?


    Adorei sua visita e ainda mais tuas palavras aqui escritas !! tu és bom nisso !!


    estou a te seguir... beijossss

    ResponderExcluir
  13. Se eles querem direitos, teoricamente teriam deveres também. Direito e responsabilidade são duas coisas que andam juntas. Ou se tem as duas,ou não tem nenhuma.

    * Vc é o rapaz das fotos?

    ResponderExcluir
  14. Cruela é isso mesmo. Mas toda índia tem cabelo bom e ggosta de puxar um facão... será que noto alguma semelhança?

    ResponderExcluir
  15. Stella como você diz existem índios que querem viver pacificamente dentro das suas reservas e pronto. Então os maus índios que sofram os rigores d alei que rege todos os outros cidadãos brasileiros.
    Um abraço moça.

    ResponderExcluir
  16. Plum assim que der eu confiro.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  17. Jonice que bom assim que der a gente combina.

    ResponderExcluir
  18. Hoje existem coisas, para mim, um tanto confusas: querem acabar com a discriminação criando excessões (aí quem discrimina quem?), várias ongs e seus pedidos de contribuições (mas... eu já não pago meus impostos?!!!), enfim...
    Muito bom o post, merece reflexo.
    Abraços moço.

    ResponderExcluir
  19. Bom fim de semana, sem tanga, na praia e na maior..Beijinhos.

    ResponderExcluir
  20. Alves! Tava a ler este post e muito sinceramente, concordo com tudo o que dizes aí! Mas já pensaste ver por outro lado? È assim, na minha minha opinião "nós" (ser humano) conseguimos estragar tudo, isto é, criamos cidades, países, regras, leis, constituições...etc. Mas, secalhar estávamos muito melhor se ainda estivessemos todos a viver no mato. Não roubariamos porque tudo o que adquirissemos era da nossa comunidade, por exemplo. Não sei se me consigo expressar bem mas, secalhar a culpa desses indios roubarem, matarem, sequestrarem etc é nossa. Porquê? Porque eles foram explorados por nós, tratados como animais até, metidos a um canto e a sociedade não os consegue integrar porque ditou as suas próprias regras e leis!

    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Concordo contigo Cris. E a próposito o moço nas fotos sou eu sim.
    Um abraço moça.

    ResponderExcluir
  22. Naela eis ai a questão, os limites se perderam e agora faz-se o que quer e não há ônus para os infratores, dessa forma as ações deles passam a se legitimar.
    Um abraço moça.

    ResponderExcluir
  23. Carlos o que não falta no mundo são pessoas que só se lembram dos seus direitos. Tanto aqui quanto ai.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  24. Laurinha até que gosto um pouco do mato, mas não sei se conseguiria passar o resto da vida por lá.
    Beijos moça.

    ResponderExcluir
  25. Sem problemas Vida. Sua presença aqui dispensa comentários.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  26. Beleza SAM a gente combina por lá então.

    ResponderExcluir
  27. Thais que bom que está tudo bem contigo. Vá em frente e abra o baú do passado. Vamos compartilhar esses escritos.
    Um abraço moça.

    ResponderExcluir
  28. Alice fico feliz com a sua adesão. Te visito em breve.

    ResponderExcluir
  29. Bela é isso o que eu quero dizer. Fala-se em igualdade ai a primeira coisa que se faz é premiar as diferenças!
    E quanto aos impostos? O nosso problema não é que pagamos muito, apesar de ser verdade, mas recebemos muito pouco de volta.
    Um abraço moça.

    ResponderExcluir
  30. Rosemary com certeza a culpa pela perda de valores desses "índios" é em grande parte do homem branco. Entretanto vejo que as coisas estão se agravando. Pois ninguém respeita mais ninguém no meu país. E eu não quero isso para nós. Não é xenofobia, nem racismo, mas precisamos de respeito aos seres humanos sejam eles de qualquer etnia. Precisamos de mudanças.
    Um abraço moça.

    ResponderExcluir

Se você se deu ao trabalho de escrever então nós iremos responder.