segunda-feira, abril 27, 2009

Coisas de casal. Nº 02



Um casal almoçando com duas amigas.
A1 – Você vai se vestir de italiana na apresentação do trabalho?
E - Não! Não chega a tanto.
M – Eu queria que ela se vestisse de prenda.
A2 – Você já experimentou? É tão legal!
M – Meu sonho é que ela usasse um vestido de prenda.
E - Meu amor! Eu quero mais é tirar a roupa pra você.
M – Meu anjo; 04 anos de casados. Hoje fantasia pra mim é colocar roupa em você.

Personagens:
A1 - Amiga 01
A2 - Amiga 02
E - Esposa
M - Marido
Pessoal ganhei desenhos exclusivos da Juju cartoon para a série coisas de casal e a partir de agora vou atualizá-los e republicá-los com essas ilustrações. Apreciem, comentem e visitem o blog da artista.

38 comentários:

  1. hahahahaha... realmente, com o tempo tudo deixa de ser novidade.

    e, para mim, ao ler o texto achava que se tratava de uma cachorra mesmo, até fiquei tentando "casar" as informações... então, conclui que todo aquele ódio era por ela ser uma cadela sem dono que vagava pelos portões das casas!

    adorei.
    bj

    ResponderExcluir
  2. Logo logo a fantasia vira realidade... sempre vale a pena tentar conseguir essa proeza hehehe
    Bjs meus

    ResponderExcluir
  3. Eu já não entendo mais nada, viu??
    E ainda penso em casar.... é tudo isso mesmo? rs
    Olha só... tem jogo lá na minha poça d'água... participa??
    Beijos!!
    =**

    ResponderExcluir
  4. Fabi só quem experimentou pode dizer, mas não serve pra nada, pois cada um é cada um.

    ResponderExcluir
  5. Pois meu bem, ela se vestir de prenda é pa vc dar de prensa a outro...valeu? beijão.

    ResponderExcluir
  6. Costuma-se falar da crise dos 7 anos. Esses começaram mais cedo, pelos vistos... :)**

    ResponderExcluir
  7. O importante é nunca perder a imaginação!!!***

    ResponderExcluir
  8. Laura a prenda é minha. Nada de dar pros outros que eu não sou chegado a essas modernidades.

    ResponderExcluir
  9. Vida eu sempre ouvi falar da crise dos 05 anos.

    ResponderExcluir
  10. excelente blog. me interesó bastante.

    saludos desde el desierto.

    sobre literatura en afta.

    unaidiotabajoelarco.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. ehhh crise dos 5 anos? e ados 6 e dos 7 que é a pior, e a doz dez que nems e chegam a fazer? ehhhhhhhhhh, calma jovem, é apenas uma crise..passa como o verão, demora mas vai...

    ResponderExcluir
  12. kkkkkkkkkkkkkkk!
    É duro de aguentar uma coisa dessas...
    Não deixa de ser uma fantasia!

    ResponderExcluir
  13. Fixe!
    Traduz bem o que é a reviravolta da da vida a dois após alguns meses de dar o nó.

    E acreditem que se passa o mesmo do outro lado eheheh

    ResponderExcluir
  14. Lembrei daquela cena mto antiga (quem contava? ... Badaró???)

    Noivo a caminho da igreja:

    - cuidado meu amor, olhe aí um buraco.

    Após o casório:

    - puxa! já pos a pata na poça

    ResponderExcluir
  15. Olá.

    Cheguei por acaso a esse espaço e gostei bastante. Pretendo voltar mais vezes.. bom, te linkei.

    Veja o meu blog e diga o que achou.
    http://www.umparaisoperdido.blogspot.com/


    Abraços!

    ResponderExcluir
  16. Adri estou começando a achar que isso é uma tendência mundial.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  17. H seja bem vindo. Volte sempre. Em breve irei visitar o seu blog.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  18. Vou acrescentar outra à da Adry :

    «Quando um homem abre a porta do carro para a mulher entrar ou sair, das duas uma :
    - Ou o carro é novo ou
    - a mulher é nova»

    ;)

    ResponderExcluir
  19. Ahlka obrigado pela contribuição.

    ResponderExcluir
  20. Ou as duas coisas..Alka, a menina aqui? uau, que saudade de te ver... já tive muito disso, no tempo de namoro,a té saca me tirava da mão, agora posso levar kilos que,se chega pra lá pra eu passar, ehhhhhh...Beijinhos..laura.

    ResponderExcluir
  21. Hahahah...olha k um dia acontece...
    Bjs meus

    ResponderExcluir
  22. É Laurinha o tempo tem esse poder de matar o romantismo.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  23. Vida a esperança é a última que morre.
    Beijos moça.

    ResponderExcluir
  24. Adorei. (A Ilustração também é boa) ;P


    Forte Abraço

    Http:ingdsilva.blogspot.com

    ResponderExcluir
  25. Que bom Ingrid. A ilustração é de uma blogueira amiga. Vou por um link pro blog dela no post.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  26. OI! Achei seu blog super legal!

    Posso linkar no meu?

    Bjs

    ResponderExcluir
  27. É po risso que sou uma doente crónica, de amor e nunca me curarei..não há quem queira tanto amor do meu lado, ehhhhhh..Beijinhos.

    ResponderExcluir
  28. Adoro ilustracoes, transmitem mais que texto, muitas vezes.
    Mas é de desanimar apenas 4 anos e já assim. Será entendi certo?

    ResponderExcluir
  29. Carla pode linkar sim.
    Um abraço moça.

    ResponderExcluir
  30. Laura que tua doença te acompanhe por toda sua vida então.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  31. Cris também adoro ilustrações. Fiquei muito feliz quando a Juliana aceitou ilustrar esses textos.
    E quanto aos 04 anos de casado, creio que uma boa piada não deve se disperdiçar por medo. Afinal se você casou com uma pessoa sem senso de humor eu não creio que um casamento assim vá muito longe mesmo.
    Um abraço moça.

    ResponderExcluir
  32. Amigo! Acho que realmente começou precocemente esta crise rsrsrs. Criatividade é tudo! Rsrs.

    Amei as ilustrações!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  33. Sam mesmo assim acho que as coisas ainda estão indo bem. Já que essa história não é assim tão nova e a gente continua em frente.
    Quanto aos desenhos, eu deixei um link na postagem. Aproveita e visita o blogue dela.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  34. Que horror!! Só 4 anos e já está assim?? Me lembrou uma cena do livro do Ibsen, "Casa de bonecas".

    :)

    ResponderExcluir
  35. Stella vou ler o livro e procurar essa passagem.
    Um abraço moça.

    ResponderExcluir
  36. Que coisa! Por isso sempre digo que mulheres sempre tê uma boa razão para trair...

    ResponderExcluir
  37. Nathália sempre há um pingo de mel para aquele que sabe procurar.
    Um abraço e obrigado pela visita.

    ResponderExcluir

Se você se deu ao trabalho de escrever então nós iremos responder.