segunda-feira, fevereiro 25, 2008

Eu sou ninguém


Passei o fim de semana em Itajaí revendo um amigo dos tempos da faculdade. Convivi com sua agradável família e passeamos pela cidade. Conversamos até tarde e nos alimentamos muito bem. No domingo fomos à praia em Navegantes apesar do pouco sol. Mesmo assim foi muito bom. A água com uma temperatura maravilhosa ajudou a relaxar e levar tudo de ruim embora. O almoço num restaurante de Navegantes foi ótimo. À noite o regresso foi extremamente tranquilo.
A vida é feita de altos e baixos. Vamos aos baixos. Em algum momento dessa viagem furtaram de dentro do carro a máquina fotográfica e a minha carteira com todos os meus documentos e os documentos do carro e os cartões do banco e o cartão do vale alimentação.
Em suma, hoje 25 de fevereiro de 2008 eu sou absolutamente ninguém. Não tenho RG, CPF, CNH. Nada. Se for atropelado na rua levaram semanas até que eu seja encontrado. Isso se não for enterrado em uma cova rasa feito um indigente. Passei a manhã e um pedaço da tarde correndo em busca de regularizar a minha situação. Boletim de ocorrência na polícia, cancelamento de cartões e solicitação de novos cartões.
Por bem isso não me abalou mais do que o necessário, visto que, os danos foram apenas materiais. Dinheiro eu posso ganhar de novo. Pior seria se tivessem levado o carro. Aí sim eu estaria numa situação que dificilmente eu seria capaz de contornar.
Por enquanto esse recém indigente vai tocar em frente sua vida na batalha por novos documentos e a recuperação da sua identidade.
Um abraço a todos.

42 comentários:

  1. Putz, que chato, hein? Sinto muito!

    Tomara que você consiga recuperar os documentos! Boa sorte!

    ResponderExcluir
  2. Lolló eu já dei os documentos por totalmente perdidos mesmo.
    Ontem mesmo começei a corrida em busca de novos documentos.
    Um abraço e obrigado pela preocupação.

    ResponderExcluir
  3. Lamento imenso, mas aconteceu o mm com a Clara e a unica coisa que posso dizer é que o mais importante nisso tudo é que voces estão bem! Infelizmente casos deste acontecem todos dias, e nestes momentos vemos que uns aproveitam da fragilidade dos outros para fazerem as suas vidas!
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Ops.. vim de longe e encontro um ninguem,r,s,.s..s

    Brincadeira.. a vida é feita desses disabores. Tb passei por uma dessas e é pior do que roubar todo seu dinheiro.

    Abçs,




    Texto de hoje: CéRebRo...

    Visite e Comente... http://oavessodavida.blogspot.com/

    O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...

    ResponderExcluir
  5. Naela como eu mesmo disse tudo que isso vai me dar é uma despesa a mais e uma pequena correria em busca de regularizar a minha situação.
    Beijos moça.

    ResponderExcluir
  6. É lima dose é enfrentar a burocracia pra voltar a ser alguém. Assim que der eu passo lá no seu blog pra conferir.
    Um abraço e volte sempre.

    ResponderExcluir
  7. Que bom Andréia queira Deus que continues assim.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  8. Ui! isso é muito aborrecido. Aqui em Portugal, ainda há bem pouco tempo, renovar todos essa documentação era um problema. O tempo que demorava. Agora, este actual governo, tem simplificado mais as coisas. Chama-se simplex. E muito em breve cada cidadão português, passará a ter um único cartão. (identificação, de eleitor, serviço de saúde, contribuinte).

    Felizmente que nunca me aonteceu tal.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  9. Carlos espero que essas idéias cheguem logo por aqui. Ficar à mercê desses burocratas está estrando os meus dias.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  10. COITÁAAAAAADOOOO desse indigentezinhooo!!!
    HAHAHAHA só vc mesmo pra criar uma piada em cima disto.
    Abração!!

    ResponderExcluir
  11. Acontece a muita gente, mas não se pode deixar isso no carro, carteira tem de ir connosco e fica na praia junto de nós...a africana há anos ia na rua de carteira na mão, (malinha) e a falar no telele , passou um carro com dois larápios, apenas tiveram de estender o braço e vaid ai..a nina bem gritou agarra ladrão, de nada valeu, lá foi ao banco à policia a todo o lado, mas..nada, teve d efazer bi de novo e todos oss cartões..sorte a sua ter ficado coms eu carrinho, mas porque as pessoas se habitaum a roubar? faz-me cá uma confusão, eus ei que não têm, mas roubar não é solução.
    beijinho meu amigo e haja calma...foi um belo passeio, mas...

    ResponderExcluir
  12. Luciane ainda estou tentando rir do fato. Não está tão fácil quanto eu pensei.
    Beijos moça.

    ResponderExcluir
  13. É Laurinha acho que foi um momento de bobeira que dei e agora vou me incomodar por um bom período. Mas como você mesma deve saber: Mais tem Deus pra dar que o diabo pra tirar.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. é incrível quando algo assim acontece a gente nota que o pedaço de plástico que você carrega é quem você é!
    boa sorte com a burocracia! ela cansa..

    ResponderExcluir
  15. Nossa, que situação... Passei por coisa muito parecida no Rio, há três semanas: roubaram a câmera de um amigo, meu dinheiro que estava no bolso dele, e junto o meu documento de identidade. Foi aquela coisa chata perder o dia de praia pra ir fazer ocorrência e tudo... Como você bem disse, dinheiro a gente ganha outro, mas quem podemos provar que somos sem os documentos? Muitíssimo chato isso...
    Boa sorte com a segunda via dos documentos e com aquela burocracia toda...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Eita! Na sexta-feira passada, um grupo de marginais cercou-me e levaram-me a bolsa com tdo o que tinha dentro. Para além do escasso dinheiro e de outros bens, o mais chato mmo foi terem-me levado o bilhete de identidade. Agora está a ser uma porra porque estão a dar-me baile na esquadra (parece que querem dinheiro para me entregarem a declaração a dizer que posso tratar da segunda via do meu documento).
    Pelo menos, os ladrões não me tocaram nem me ameaçaram...mas é frustrante porque ando a trabalhar para comprar as minhas coisas e aparecem meia dúzia de fdps e levam-me tdo sem contemplações!
    Estou solidária ctgo.
    Bjks xxx

    ResponderExcluir
  17. Jéssica é rídiculo que nos dias de hoje eu precise da minha certidão de nascimento pra retirar uma 2º via do RG. Eles têm as minhas digitais. Tirem novamente e confiram. Bateu. Então expede outra. Inventaram computador pra isso.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  18. Lúcia nem me fala em Rio de Janeiro. Minha certidão de nascimento é de lá. Liguei pro cartório e transferiam de um lado pro outro e quando eu achava que ia ser atendido ou desligava, ou deixavam fora do gancho. Muita raiva mesmo. Álém do atendimento horroroso ainda tiveram o desplante de cobrar R$ 8,00 pra enviar por carta registrada com AR, eu trabalho no Correio e esse serviço custa na faixa R$5,20. R$ 42,60 pela certidão. E R$ 4,50 pela autenticação.
    Durma com um barulho desses.
    Beijos moça.

    ResponderExcluir
  19. Clara fico feliz que não lhe tenham feito mal, mas é um saco essa insegurança pública. Não podemos ir aonde queremos. Devemos ir onde é seguro.
    Cadê a nossa liberdade de ir e vir?
    Boa sorte com as suas taxas e burocracias.
    Um abraço e saiba que também solidarizo contigo.

    ResponderExcluir
  20. Putz, isso dá um trabalho surreal... tirar segunda via de um monte de coisa, sair cancelando e pedindo outros cartões. Dá dor de cabeça só de pensar. Boa sorte, moço.

    Beijo meu.

    Ps: Obrigada pelo selo. ;)

    ResponderExcluir
  21. Nossa, isso é chato mesmo. A primeira coisa que minah mãe ficaria preocupada seria com o fato de eu poder ser atropelada na rua e poder ser enterrada com indigente :P

    Fui assaltada ano passado, dois caras numa moto, meu amigo sacrificou tudo o que tinha, inclusive a flauta transversa dele, para salvar a minha câmera que havia acabado de comprar.
    Na hora de fazer o B.O. fiquei muito triste ouvindo ele dizer o que tinah dentro da mochila que levaram enquanto que eu só precisei falar de um cordão.

    Incrível foi o fato a viatura que encontramos no caminho nem ter nos levado a delegacia, fico ainda me perguntando se era por conta do carro não funcionar ou se puro descaso.

    preferiria que levassem as coisas assim, sem eu nem ver, pq fiquei com muito medo na hora, nunca tinha sido assaltada enquanto carregava algo de valor.

    Boa sorte com os documentos!

    ResponderExcluir
  22. mais tem Deus pra dar que o diabo pra tirar! juro que é a primeira vez que ouço isso, ai quem me dera ouvir, (leio) e é bem verdade, assim leve sempre sua carteira e sua smoedas e o cartão do banco no bolso do calção e pronto... claro que vc não ia pensar que isso aconteceria né? e agora já tratou de tudo? agora é só aguardar e pronto... beijinho

    ResponderExcluir
  23. Estás a ver? Isto vai um pouco de encontro ao comentário que deixei no teu outro post.
    Quando perdemos as nossas referências, ficamos perdidos, temos de levar sempre algo do passado para um recomeço...Quanto mais não seja, parte da identidade (documentos)...

    Boa noite :)

    ResponderExcluir
  24. Bárbara realmente é surreal um adulto correr de repartição em repartição a fim de provar que ele é ele mesmo. Ninguém merece!
    Um abraço e você merece o selo mesmo.

    ResponderExcluir
  25. Grivicich essa é a tal diferença entre furto e roubo. O furto não usa de violência contra a vítima. Esse foi o meu caso. As coisas foram subtraídas sem que eu percebesse. No teu caso foi roubo mesmo. Ameaçaram você e o seu amigo. É uma pena que o nosso dia a dia estaja cada vez mais e mais violento.
    Não deve ter sido fácil pra ele digerir a perda da flauta. Quem toca um instrumento sabe o quanto eles são queridos por seus proprietários.
    Fico feliz com a sua visita. Volte sempre.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  26. Laurinha já está tudo encaminhado. Só preciso que chegue o primeiro documento para que possa dar entrada em outros.
    Beijos minha linda.

    ResponderExcluir
  27. Ahlka como você diz algo tem que permanecer caso contrário a desorientação cresce demais.
    Um abraço mulher de branco.

    ResponderExcluir
  28. Oi,
    passei aqui só para responder à tua pergunta. Eu nasci em Angola, cresci em Portugal e apaixonei-me por Moçambique qdo lá fui de férias há 4 meses atrás. O mais engraçado é que detesto Angola e amo Portugal e Moçambique.
    Beijocas xxx

    ResponderExcluir
  29. Obrigado Clara. Com certeza um dia ainda irás morar num lugar que te agrade.
    Espera só você conhecer o Brasil.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  30. Ui!Bem, desejo-te boa sorte e que recuperes rapido a tua identidade!!!***

    ResponderExcluir
  31. Huahauhauahauahuahauahauahauahuahua!
    É, burocracia é fogo.
    Obrigada pela visita ;)

    Mas eu sei como é isso pq eu tb toco. Um amigo meu foi pior, teve o fagote furtado. A flauta alguém deve estar tocando a essa altura do campeonato, já o fagote...

    ResponderExcluir
  32. Plum obrigado pela solidariedade.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  33. Fagote é capaz do ladrão nem saber pra que serve aquilo.
    Um abraço moça.

    ResponderExcluir
  34. O mais importante, Luciano, vc não mencionou até agora: documentos, carteira, máquina, carro, tudo isso é realmente necessário para vc provar quem é realmente vc?

    Esqueça por um momento a correria atrás de 2ªs vias e cancelamentos e reflita se o seu ser, único no Universo, resume-se a isso.

    Muitos afirmam que os revezes da vida servem para percebermos algo de profundo em nossa existência e termos um importante aprendizado.

    Tirando a parte material, o que dá pra aprender desse episódio? Sei que você é esperto, deve ter pensado em algo, mesmo por um momento. É no que estou interessado saber.

    1 abraço.

    ResponderExcluir
  35. Aproveite a "deixa" para recriar-se!

    ;)

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  36. Jefferson tirando a encheção de saco que é a obtenção das segundas vias o episódio realmente não me abalou.
    Tenho plena consciência de quem sou e quais os meus atuais papéis na sociedade.
    Mas acho engraçada a possibilidade de alguém perder a sua identidade junto com os documentos. São várias as possibilidades possiveis.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  37. Sah quem sabe? Quem sabe?
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  38. Num esquece de olhar pros dois lados antes de atravessar a rua, viu?

    ResponderExcluir
  39. Pra vc ver: coisas importantes na vida da gente tais como casamento, dinheiro, documentos, etc., são resumidas a um pedaço de papel!

    o.O

    ResponderExcluir
  40. Ellen e ainda bem que não são tão frágeis quanto o papel.
    Beijos.

    ResponderExcluir

Se você se deu ao trabalho de escrever então nós iremos responder.